logo
MENU

O número de brasileiros com mais de 60 anos já superou os 30 milhões, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E segundo o estudo, a tendência é que o envelhecimento da população acelere: em 2031, o número de idosos vai superar o de crianças e adolescentes; já 2060, a projeção é para que um quarto da população (25,5%) venha a ter mais de 65 anos. E com isso, cada vez mais será preciso adaptar diferentes ambientes, de modo a dar mais conforto e manter a casa segura para idosos.

Neste aspecto, a tecnologia e a evolução dos equipamentos eletrônicos são fundamentais. Com diferentes dispositivos, será possível equipar as residências, deixando as atividades do dia a dia mais práticas e cômodas. Tudo para que, mesmo com as implicações físicas e motoras que vêm com o passar dos anos, as pessoas possam manter sua independência, sem deixar de lado a segurança.

Listamos alguns equipamentos que podem ajudar nesta tarefa: fechadura digital, câmera Wi-Fi, videoporteiro, telefone fixo com fio e sem fio e sensor de presença para iluminação. Veja mais sobre suas funcionalidades.

Equipamentos para melhorar o conforto e manter a casa segura para idosos

casa segura para idosos - senhora e cachorro

Fechadura digital

Praticidade e segurança para abrir e fechar portas. As fechaduras digitais dispensam o uso de chaves e ajudam quem tem dificuldades na visão, pois não é preciso ficar procurando o encaixe correto. Outro importante benefício é a proteção: algumas fechaduras comuns abrem facilmente com uma chave-micha, diferente do que acontece com a fechadura digital.

Este dispositivo funciona por meio de senhas, com display sensível ao toque, por meio de biometria ou ainda por tags de proximidade. Esta última é ideal para idosos, pois basta aproximar a tag para o sensor abrir a porta automaticamente. Além disso, as tags podem ser adesivadas no celular (ou até em um documento). Assim, fica mais fácil de levá-la quando sair e não se corre o risco de esquecê-la em algum lugar ? o que pode facilmente acontecer com as chaves convencionais, por exemplo. Também pode-se usar a senha ou colocar a leitura da digital para abrir a porta, facilidades que podem ser utilizadas, por exemplo, por cuidadores ou familiares.

Câmera Wi-Fi

Fáceis de usar e instalar, as câmeras Wi-Fi, como as da linha Mibo, são grandes aliadas para quem precisa acompanhar de perto a rotina de um idoso, especialmente aqueles que precisam de maiores cuidados. Isso porque, para funcionar, estas câmeras precisam apenas de conexão wireless e uma tomada, não sendo necessário modificar a estrutura dos ambientes. E por não precisar de cabos, podem ser facilmente transportadas de um ambiente para outro.

Assim, as câmeras Wi-Fi podem ser instaladas em qualquer ambiente interno ou em alguma área externa mais específica, como varandas e churrasqueiras. Os equipamentos permitem que se tenha acesso às imagens via smartphone, recebendo notificações por movimento e com a possibilidade de falar com o ambiente (interação por voz). Com esta funcionalidade, é possível que alguém de confiança faça um monitoramento remoto e, se preciso, ajude a resolver algumas questões domésticas, evitando algum tipo de risco, ou mesmo se antecipe em alguma emergência. Além disso, todas as imagens podem ser gravadas em cartão de memória.

Videoporteiro

O videoporteiro é um equipamento que ajuda muito a manter a casa segura para idosos. Ele permite que, além do áudio, a imagem do visitante possa ser vista pelo display. Assim, quem estiver em casa pode atender chamadas de portas e portões externos sem sair de dentro do ambiente e liberar a entrada dos visitantes com grande praticidade e segurança.

Ao aliar áudio e vídeo, é possível analisar melhor o ambiente externo, mesmo em situações noturnas ou com pouca luz. Também pode-se monitorar diferentes ambientes em um mesmo display interno ao instalar mais módulos externos, e ainda integrar o dispositivo à TV para assistir as imagens geradas em um canal específico. Assim, há ainda mais facilidade na identificação das visitas.

Além destas, há outras vantagens como a emissão de avisos sonoros se o portão ficar aberto e a função Siga-me, que está presente em alguns modelos. Neste caso, quando algum visitante tocar o porteiro externo, a chamada poderá ser encaminhada para um número pré-programado, como o celular, para que se possa, de qualquer lugar, conversar e abrir o portão para o visitante.

Telefone fixo com e sem fio

Existem modelos com fio e sem fio que são ideais para quem precisa de rapidez e praticidade na hora de fazer e receber chamadas da linha fixa ? vale lembrar que em muitas cidades menores o sinal de celular ainda não é estável. Nestes aparelhos, as teclas numéricas e teclas de funções são grandes, facilitando a visualização para discagem; o áudio é otimizado, permitindo que os usuários com perda auditiva possam ouvir a chamada; e há ainda uma série de outros recursos intuitivos. Alguns deles são:

  • Identificação de chamadas ? saiba quem está chamando e escolha quais ligações quer atender. Com a função, ainda é possível saber as últimas ligações realizadas e recebidas com informação de data e hora;
  • Memórias de discagem rápida ? de forma rápida e fácil, pode-se fazer uma chamada para um número pré-cadastrado. Estes telefones possuem três grandes teclas para discagem direta, em que podem ser inseridas fotos das pessoas com quem se quer falar em cada delas. É uma forma de identificar o rosto do pai, mãe ou filho e ligar rapidamente, especialmente em casos de emergência;
  • Display luminoso ? veja com clareza todas as teclas do aparelho e realize chamadas mesmo em ambientes de baixa luminosidade;
  • Viva-voz ? fale sem precisar estar do lado do aparelho, tendo mais comodidade e conforto para realizar outras atividades simultaneamente.

Sensor de iluminação

Se instalado em locais estratégicos, como corredores, varandas, escadarias, garagens, áreas comuns de condomínios etc, o sensor de presença para iluminação pode facilitar muito o dia a dia e ajudar a manter a casa segura para idosos. Isso porque a lâmpada acende quando detecta o movimento no ambiente.

Um exemplo é se o dispositivo for instalado no corredor. Quando a pessoa precisar se deslocar pela casa durante a noite, automaticamente o ambiente ficará iluminado, evitando riscos de queda ou choques em móveis e objetos. Também ajudará a perceber alguma movimentação estranha pela casa, tanto em áreas internas quanto externas. Outra vantagem é programá-lo para ligar e desligar as luzes de acordo com um tempo pré-determinado, evitando esquecimentos e gastos desnecessários. Os sensores de iluminação podem ser instalados no teto ou na parede e são compatíveis com qualquer tipo de lâmpada ? incandescentes, fluorescentes ou de LED.

Depois de conhecer estes equipamentos eletrônicos que ajudam a dar conforto e manter a casa segura para idosos e aprender sobre suas funcionalidades, você já sabe como é possível prevenir acidentes evitando a exposição a riscos, principalmente dentro de casa. Se tiver dúvidas, deixe um comentário ou entre em contato.

Fonte: Intelbras

Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual